Teacher on Demand

English Language Teaching in Brazilian settings

Bullying, a escola e os alunos homossexuais


Professor, você tem alunos homossexuais? Se sim, como se posiciona com relação às práticas de bullying dirigidas especificamente a eles?

Os homossexuais compõem um  grupo minoritário que frequentemente sofre intimidação, humilhação, calúnias e agressões físicas, incluindo espancamento e morte. Trata-se de um fato confirmado não apenas nas escolas, mas também do lado de fora.

O pressuposto básico para a prática do bullying é perceber o diferente como inferior e acreditar na homogeneização das pessoas. Dentro da escola, os alunos evidentemente reconhecem diferenças entre si, o que é um processo mais que desejável enquanto constroem suas identidades e suas representações sobre o outro. O perigo está em reconhecer na diferença um problema ou um prejuízo para a comunidade. Adolf Hitler é o maior cliché dessa cultura, que levou a prática de perseguição às mais absurdas e inconcebíveis consequências.

Ao lado dos gordinhos pouco afeitos a esportes, dos meninos franzinos que aparentam fragilidade, e das meninas de traços nordestinos e comportamento introspectivo, entre muitos outros, os alunos reconhecidos como gays são comumente sujeitados a rotinas muito pouco confortáveis de agressões morais e físicas na escola, e isso, sem nenhuma sombra de dúvida, tem um impacto indesejável sobre a qualidade da educação que a escola oferece a essas minorias.

A escola concebida como inclusiva talvez devesse entender os grupos minoritários e avaliar a que tipo de cultura fornece suporte. Ela deve se perguntar “Nós somos uma instituição homogeneizante, que acredita na inferioridade de um grupo em detrimento do outro e na necessidade de padronização, ou dispomos de uma filosofia heterogeneizante, que valoriza a diferença horizontalmente?”

Outra pergunta fundamental que a escola deve se fazer é “Nós conhecemos o ponto e vista de nossas minorias?” Se a resposta for “não”, vale a pena investir em um esforço reflexivo para descobrir porque essa informação não foi considerada importante até agora.

O documentário em curta metragem nacional Não Gosto dos Meninos (2011), de André Matarazzo e Gustavo Ferri, é uma tocante obra que reúne depoimentos de várias pessoas gays e que pode ajudar a escola a entender a perspectiva e os dilemas enfrentados pelos homossexuais na escola, na família e na sociedade. A seguir, o documentário completo (18 min) via YouTube:

Advertisements

November 1, 2011 Posted by | Point of view, Teaching resources | , , , , | 2 Comments

Bullying na aula de inglês


Material para download:

Atividades sobre bullying (versão do aluno): clique aqui para baixar o arquivo PDF.
Atividades sobre bullying (versão do professor, com respostas): clique aqui para baixar o arquivo PDF.
O que é bullying? Quais são os efeitos possíveis de bullying sobre as vítimas? E sobre os agressores? Pensando em explorar questões como essas em sala de aula, atividades sobre bullying, em inglês, são o material para impressão que o TOD disponibiliza desta vez!

Organização e objetivos:

Dois textos servem de base para uma série de exercícios dispostos não linearmente pela página (o que permite aos alunos escolherem sua própria trajetória de exploração do material). O objetivo principal é a compreensão das noções principais dos textos e propiciar a oportunidade de se pensar sobre a prática do bullying.

Instruções:

É importante que o professor encontre sua própria maneira de apresentar o material e de ajudar os alunos nessa tarefa, mas aqui vão algumas dicas:

    • Converse sobre bullying com o grupo, permita que identifiquem imagens relacionadas ao assunto, e que lhe contem o que sabem. Esse processo deve ativar o sistema cognitivo da galera sobre o assunto (tempo recomendado: 10 minutos).
    • Apresente o material (distribua páginas impressas da versão para o aluno individualmente), ressalte a presença de dois textos (numerados como 1 e 2, obviamente) e de exercícios dispersos pela página, que podem ser realizados na sequência que desejarem.
    • Os campos de “keywords” devem ser preenchidos com as expressões que podem ser consideradas adequadas como palavras-chave dos textos. Trata-se de uma oportunidade interessante para empregar a estratégia de skimming.
    • Há, também, uma atividade do tipo “unscramble the words“, em que os alunos devem desembaralhar os termos e reconstruir as duas frases que definem os textos.
    •  Finalmente, os alunos devem completar o resumo dos textos usando as expressões fornecidas em um quadro de palavras à parte.

Método:

Prefira que os alunos trabalhem em duplas ou grupos pequenos, de 3 pessoas, por exemplo. Circule pela sala posicionando-se acessivelmente e acompanhando o trabalho dos alunos. Procure focar sua prática no tratamento dos significados, do vocabulário, e na contribuição que a informação sobre o assunto pode trazer para o convívio escolar. Gramática pode ficar em segundo lugar nesta atividade, se achar que convém para a sua aula. Após a exploração do material, talvez você deseje propor uma atividade de pesquisa, redação, arte, ou de outra natureza, sobre bullying.

Leia mais: Bullying, a escola e os alunos homossexuais

August 29, 2011 Posted by | Printable Material | , , , , , , , | 2 Comments

Bullying and school


According to IBOPE survey held in 11 schools in Rio de Janeiro, 22% of 5th through 8th grade students have been bullied by peers. In the United States, surveys say 39% of middle-schoolers report feeling unsafe at school. Moved by the alarming statistics of suicide among teenagers bullied at school, celebrities like Madonna and president Obama have engaged in anti-bullying campaigns. “It’s unfathomable. It’s like lynching black people or Hitler exterminating Jews” – says Madonna.

Given recent debates and the clear relevance of discussing bullying at school, I designed the following online activities for school students:

Text 1:

Bullying

From Wikipedia, the free encyclopedia
 
Bullying is abusive treatment, the use of force or coercion to affect others, particularly when habitual and involving an imbalance of power. It may involve verbal harassment, physical assault or coercion and may be directed persistently towards particular victims, perhaps on grounds of race, religion, sex or ability.
The “imbalance of power” may be social power and/or physical power. The victim of bullying is sometimes referred to as a “target.”
Bullying consists of three basic types of abuse – emotional, verbal and physical. It typically involves subtle methods of coercion such as intimidation. Bullying can be defined in many different ways. Although the UK currently has no legal definition of bullying, some US states have laws against it

Text 2:

Online exercise form: (answers will be automatically sent to teacherondemand@grupos.com.br and therefore to each group member)

 

More on bullying:

UPDATE! 26/08/2011
Besides the online form, TOD has also designed the following printable material on bullying:
Bullying activities (for high schoolers in Brazilian settings): click here to download PDF file.
Bullying activities with answers (for teacher support): click here to download PDF file.

June 8, 2011 Posted by | For students, Printable Material | , , , , , , , | Leave a comment

   

%d bloggers like this: