Teacher on Demand

English Language Teaching in Brazilian settings

Qual o melhor logotipo para o informativo do IFSP?


Um vez tendo sido escolhido “notIFicando” como título do informativo do IFSP Avaré, os seguintes logotipos foram propostos por alunos e professores para eleição (clique para aumentar e utilize a enquete logo a seguir para votar):

Advertisements

May 16, 2012 Posted by | Projects | | Leave a comment

Front desk. How can I help you?


“Gather together as groups of 3 – 5 people. Think of a hotel / event situation in which clerks have to serve either customers or guests. Write a script, rehearse, and perform it.”

These are the general instructions students of English for Specific Purposes at IFSP in Avaré, SP, Brazil received to practice oral English based on input they had been exposed to.

And here are some of the results:

At Torres Hotel, guest Luciana calls the front office to order room service. Eduardo answers it at first, but he doesn’t seem to be very patient – he’s probably the hotel owner – and switches it to a clerk, Julio.

 

In the second situation, a couple (Caio as Brian and Thaís as Rachel) is checking in at Diamond Hotel. They’re welcome by Amanda (porter), Roberto (concierge), and receptionist Alberto who tries to satisfy all their requests. First impressions are good and they seem to stay on vacations or honeymoon.

 

In another hotel, Mayla is leaving the town so she has to check out with front desk clerk Rita Gabriela. It seems that her stay wasn’t so expensive.

 

Mary and Eliane decided to stay at Plaza Hotel and they were welcome by receptionist Douglas. As they are both business women, staying in a hotel with wireless internet connection was fundamental.

 

Congratulations all students from EVE1 and EVE3, the ones acting in the video, the ones behind the scenes handling cameras, writing scripts and getting other things ready for the shooting, the ones who worked on it but decided not to publish their video… you’ve done a good job in this experimental activity, especially considering it’s been only two months learning! Congratulations once again!

[More videos coming up]

May 13, 2012 Posted by | Projects | , , , | Leave a comment

Atenção, malandrage!


Dirigido à população carcerária, o texto a seguir, interpretado pelo ator Plínio Marcos e exibido em vídeo em presídios, é reconhecido como modelo de argumentação.

Aqui é bandido: Plínio Marcos. Atenção, malandrage! Eu num vô pedir nada, vô te dá um alô! Te liga aí: Aids é uma praga que rói até os mais fortes, e rói devagarinho. Deixa o corpo sem defesa contra a doença. Quem pegá essa praga está ralado de verde e amarelo, de primeiro ao quinto, e sem vaselina. Num tem dotô que dê jeito, nem reza brava, nem choro, nem vela, nem ai, Jesus. Pegou Aids, foi pro brejo! Agora sente o aroma da perpétua: Aids pega pelo esperma e pelo sangue, entendeu? pelo esperma e pelo sangue! (Pausa)

Eu num tô te dando esse alô pra te assombrá, então se toca! Não é porque tu ta na tranca que virou anjo. Muito pelo contrário, cana dura deixa o cara ruim! Mas é preciso que cada um se cuide, ninguém pode valê pra ninguém nesse negócio de aids. Então, já viu: transá, só de acordo com o parceiro, e de camisinha! ( Pausa)

Agora, tu aí que é metido a esculachá os outros, metido a ganhá o companheiro na força bruta, na congesta! Pára com isso, tu vai acabá empesteado! Aids num toma conhecimento de macheza, pega pra lá, pega pra cá, pega em home, pega em bicha, pega em mulhé, pega em roçadeira! Pra essa peste num tem bom! Quem bobeia fica premiado. E fica um tempão sem sabê. Daí, o mais malandro, no dia da visita, recebe mamão com açúcar da família e manda para casa o Aids! E num é isto que tu qué, né, vago mestre? Então te cuida. Sexo, só com camisinha.(Pausa)

Quem descobre que pegô  a doença se sente no prejuízo e quer ir à forra, passando pros outros. ( Pausa) sexo só com camisinha! Num tem escolha, transá, só com camisinha.

Quanto a tu, mais chegado ao pico, eu to sabendo que ninguém corta o vício só por ordem da chefia. Mas escuta bem, vago mestre, num qué nem sabê que, às vezes, a seringa vem até com um pingo de sangue, e tu mete ela direto em ti. Às vezes, ela aparece que vem limpona, e vem com a praga. E tu, na afobação, mete ela direto na veia. Aí tu dança. Tu, que se diz mais tu, mas que diz que num pode agüentá a tranca sem pico, se cuida. Quem gosta de tu é tu mesmo. (Pausa) E a farinha que tu cheira, e a erva que tu barrufa enfraquece o corpo e deixa tu chué da cabeça e dos peitos. E aí tu fica moleza pro Aids! Mas o pico é o canal direto pra essa praga que está aí. Então, malandro, se cobre. Quem gosta de tu é tu mesmo. A saúde é como a liberdade. Agente dá valor pra ela quando já era!

Com o objetivo de persuadir seu público imediato a evitar formas de contágio da AIDS, o discurso é marcado por escolhas acertadas, tais como abrangência de argumentos e uma progressão temática bem conduzida.

Contudo, a escolha pela linguagem característica do presidiário talvez seja seu traço mais convenientemente planejado. O texto abusa do vocabulário característico desse público, e não economiza recursos de retórica e marcas de pessoalidade. Ainda que essas escolhas não sejam recomendáveis em textos argumentativos em geral, os efeitos de sentido gerados no texto são úteis ao objetivo do autor e adequados para seu público receptor.

Os alunos de Redação do I Módulo do curso de Eventos do IFSP de Avaré foram convidados a reescrever o texto de Plínio Marcos de maneira que se tornasse adequado ao público geral e aceitaram o desafio. As redações estão disponíveis a seguir e aguardam o seu voto:

Clique para visualizar tamanho original

Adaptação 1

Clique para visualizar tamanho original

Adaptação 2

Clique para visualizar tamanho original

Adaptação 3

Clique para visualizar tamanho original

Adaptação 4

Clique para visualizar tamanho original

Adaptação 5

March 19, 2012 Posted by | Poll, Uncategorized | , , | 3 Comments

   

%d bloggers like this: